Horizonte, educação e comunicação
 
 
ONLINE

Ajude a salvar o boto cor-de-rosa

Instituição organiza petição para fontes de renda alternativas à pesca, para comunidades locais da Amazônia, como forma de preservação animal

foto: AMPA
Foto: Amazônia na Rede - AMPA

Os botos são dóceis mamíferos aquáticos, primos próximos dos divertidos golfinhos, e habitantes das águas amazônicas. Esse mitológico animal não possui nenhum predador direto. Mas agora a pergunta: como um animal que não possui predadores pode estar sendo ameaçado de extinção?

A resposta é que os botos sofrem com algo muito pior do que um predador. Sofrem com a humanidade. Capturas acidentais, poluição de rios e principalmente a pesca criminosa fazem com que estes animais se tornem cada vez mais raros. Segundo um estudo realizado pelo Inpa (Instituto Nacional de Pesquisas na Amazônia), a população de botos cor-de-rosa cai cerca de 10% ao ano, em regiões da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá.

A caça ilegal do boto é um problema que precisa ser coibido em diferentes partes. Esta atividade é a principal fonte de renda para muitas famílias da Amazônia, que vendem, ilegalmente, a carne do animal para Colômbia, principal consumidor do boto. A World Animal Protection acredita que a transformação de comunidades locais em agentes da mudança pode ser uma forma de garantir que a pesca seja realmente extinta.

Para isso, as famílias, que antes viviam da pesca, devem receber alternativas sustentáveis de renda e a inclusão de boas práticas de bem-estar animal. Mas, para isso realmente aconteça, eles precisam de apoio do governo e, para chegar até as autoridades, eles precisam da nossa força.

A World Animal Protection implantou a petição: Comunidades pelo Boto (disponível em: http://bit.ly/ComunidadesPeloBoto), que precisa de 100 mil assinaturas para que alcancem o impacto desejado, e uma destas assinaturas é a sua.  Assine, proteja os botos e compartilhe essa ideia com: #GuardioesDoBoto


 

Publicado em 07/08/2015


 
 
 
 
 
Loading


Anuncie Edição do Mês
Anuncie
 
 
 
 
     
 
© 2017 Horizonte, educação e comunicação. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo